segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Inocência

 
Maria, irmã de João e casada com Zé, acordou hoje como sempre, às 6 horas manhã, para levar seu filho Pedro de 7 anos ao colégio. Porém não igual aos outros dias, naquela manhã ela foi tomada por uma súbita emoção, ao constar que seu filho Pedro, que todos os dias não passava menos de 15 minutos só  para sair da cama, não só estava acordado, como já estava de pé ao caminho do banheiro. Assustada com aquela cena que nunca havia visto em sua vida, foi logo perguntando:

- Caíste da cama menino ? O que foi que aconteceu?
- A mamãe, é que hoje eu não consegui dormir direito.
- Como assim não conseguiu dormir direito ? O que foi que tirou seu sono ? Desde de quando você tem idade para perder o sono ?

Pedro, no alto de sua displicência, deixou as três perguntas da mãe no ar e foi tomar seu banho. Maria como toda mãe que se preze aproveitou aquele momento para matutar o que poderia ter acontecido para tirar o sono do seu filho querido. Depois de ter revirado seus pensamentos de tudo que é maneira sem conseguir sair do lugar, resolveu dar uma olhada na agenda do Pedro para ver se tinha alguma anotação para a data de hoje. E não é que estava escrito lá “Niver da Nati”. A Nati é uma menina duas séries à frente do Pedro no colégio, vai completar 10 anos em dezembro, e é filha de um casal de amigos conqual passaram as últimas férias juntos.
Maria, toda engenhosa, já estava arquitetando como tiraria do inocente Pedro aquilo que ela já sabia. Esperou ele se arrumar, preparou para o café da manhã o sanduíche preferido do Pedro, um misto quente, e ao entregar o sanduíche, falou:

- Pedrinho se lembra da Nathalia, que passou as últimas férias com a gente. Hoje é aniversário dela e seria bacana se comprássemos um presente para ela, ela é uma menina tão educada e vocês se deram tão bem juntos.

Se ainda houvesse alguma dúvida, foi-se naquele momento. O Pedro primeiro ficou branco, depois rubro que nem tomate e antes que começasse a gaguejar, respondeu:

- Ma.. mã.. mamãe, eu já comprei um presente para a Nati.      
- Como assim comprou um presente para a Nati e nem me falou nada? Comprou o que ? quem te deu dinheiro ? Confessa foi isso que tirou seu sono, né ? Você esta gostando da Nati, né? Não minta para sua mãe... Deus castiga.
Pedro como bom aprendiz de homem processou apenas um dos vários questionamentos da mãe e confessou:
- Mamãe, como é que faço para a Nati se apaixonar por mim ?